segunda-feira, 16 de fevereiro de 2009

Uma operação que poderia ter dado certo. Operação Valquíria

Bem caríssimos, ontem tive a oportunidade de ir ao cinema e assistir a um filme sobre a II Guerra Mundial, Operação Valquíria, tendo como protagonista, Tom Cruise, na figura do coronel, Claus von Stauffenberg, que após retornar da África gravemente ferido em combate, se juntará a um grupo de resistência alemão que planeja assassinar Hitler.


O filme retrata a visão de alguns membros do nazismo que estavam contra a loucura de Hitler de "dominar o mundo" à medida que as tropas alemãs estavam sendo derrotadas pelos aliados. É fato que neste morticínio, o povo alemão estava sendo destruído e caso Hitler continuasse vivo, -isso em meados de 1944 - a Alemanha também seria destruída, e nada restaria do povo alemão. Hoje em dia, nós visitamos e revisitamos a II Guerra Mundial, por intermédio das aulas de História, mas não sabemos o quão foi complexo a organização do Sistema Nazista. O que de fato acontecia nos campos de exterminio e de concentração, a questão das corrupções que circundavam nas SS - Unidades de proteção -, ninguém sabe ao menos dizer.

Ano passado adquiri um material especial da BBC de Londres sobre a II Guerra Mundial(revistas e DVDs), no que tange à organização dos campos de extermínio e de concentração. Os vídeos que assisti retratavam a morte de crianças, mulheres, deficientes, idosos, e sobretudo alguns nazistas se favoreciam com tudo isso que acontecia para se enriquecerem. Traiam o Sistema Nazista, traiam as palavras do Führer, ao não entregarem os pertences das vítimas aos superiores em Berlim, além de beberem, ficarem alcoolizados, estruparem as mulheres...
Os vídeos que assisti sobre Auschwitz-Birkenau são totalmente fortes, e por causa daquilo que estava acontecendo na Alemanha, a única saída era matar Hitler e agilizar a operação Valquíria, para que fosse possível instaurar um novo governo na Alemanha, o que poderia salvar a Europa da tragédia consolidada.

Para os adoradores da História - lamentavelmente a temos como um trauma- vale a pena assistir ao filme, tanto pelos quesitos da reflexão, por ser baseada em fatos reais, a esposa de Stauffenberg, morre em 2006 - o que dá uma dimensão mais veridica dos fatos ocorridos em Berlim, no ano de 1944 -, e também pelo entretenimento, e por intermédio desse conseguir, quiça, um conhecimento sobre a destruição que a mentalidade humana pode trazer ao mundo.









5 comentários:

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  2. faltava um blog assim na minha lista de favoritos!
    só tome cuidado com a wikipedia, não é uma fonte confiável a pondo de dar as costa p/ ela ... e lembre-se esse é o espaço p/ a sua interpretação da realida,,, aqui vc é livre,,,independente se alguém vai ler ou não, que se dani,,,rsrsrs
    Aquele forte abraço Rogério! muito bom seu blog

    ResponderExcluir
  3. ate q u texto ta legal mais a configuração du site você podia melhorar né ficaria mais intereçante

    ResponderExcluir
  4. Ok, João Paulo, no Carnaval tentearei melhorar a estética.
    Estou em fase de aprendizagem, com certeza melhorarei o aspecto.
    Um abraço

    ResponderExcluir
  5. Valeu Douglas. Procurarei nunca mais utilizar o Wikipedia.
    So trabalharei com fontes confiáveis.
    Aos pouco vou me adaptando ao Blog

    ResponderExcluir